Solicitar demo

Blog

Voltar

Como segmentar clientes com a ajuda do Big Data?

No blog da Neoway, temos falado com frequência sobre como segmentar clientes ajuda empresas a fechar melhores negócios, sendo uma vantagem competitiva frente à concorrência. O objetivo desta estratégia é poder ter mais foco e ser eficaz na atuação da empresa junto aos clientes, reunindo o maior número possível de informações sobre o público-alvo que pretende atingir. A grande dificuldade é conseguir reunir os dados e fazer os filtros necessários para especificar cada tipo de público.

Como reunir dados de seu público-alvo, relacioná-los e transformá-los em informações, para então serem criadas estratégias eficientes, tudo isso em alta escala, gerando conhecimento para a companhia? Prazer, Big Data Analytics. A tecnologia é uma grande aliada dos negócios, independente do porte ou setor de atuação da empresa, permitindo trazer novos insights para as áreas de marketing e vendas.

Por meio dela, é possível captar informações mercadológicas, além dos dados internos sobre o perfil dos clientes da empresa. A partir deles, pode-se fazer análises precisas e criar estratégias para atingir novos públicos e conquistar mercado. Neste artigo, aprenda como segmentar clientes com a ajuda do Big Data.

Como segmentar clientes com um filtros precisos

O primeiro passo é saber o que olhar. De forma geral, as empresas contam com uma imensa variedade de dados, seja em sua base interna, gerados pelos processos de marketing e vendas, e também os que podem ser coletados por meio de suas plataformas e redes digitais. As informações de mercado, disponíveis em diferentes bancos externos de informação, completam este grande oceano de referências sobre os públicos e setores de interesse de um negócio, que servem de insumo para a segmentação de mercado.

Apesar da estratégia de diferenciar clientes e mercados de acordo com um perfil estabelecido não ser uma novidade, o modo como esse filtro é feito foi alterado com a chegada e expansão do Big Data Analytics. Antes, a segmentação não analisava com precisão e em escala a realidade das empresas. Agora, com a tecnologia, há ferramentas digitais que realizam análises preditivas, com velocidade e escalabilidade.

Como segmentar clientes com a ajuda destas soluções? Mesclando dados internos da empresa com grandes volumes de informações de mercado, trazendo um panorama mais amplo para definir uma estratégia de marketing e colocá-la em prática junto ao time de vendas. O Big Data permite que seja traçado um perfil ideal de cliente a ser atingido - pessoas que tenham perfil semelhante ao de quem faz negócios com a organização e estão satisfeitas.

Conhecer a fundo o seu cliente atual é o primeiro passo para conseguir novos clientes com este mesmo perfil! Os consumidores podem ser agrupados conforme hábitos de consumo, desejos, necessidades, comportamentos e características - e até em que regiões há mais probabilidade de encontrá-los. Além dos dados gerais sobre potenciais clientes, é possível ainda ampliar a análise e levar em consideração também informações sobre o comportamento e até sobre o poder aquisitivo.

Quando falamos de empresas, as informações são ainda mais ricas, uma vez que a maior parte das informações relacionadas a Pessoas Jurídicas são públicas. Entre as variáveis relevantes para a segmentação deste mercado, atualmente estão o faturamento histórico, data de abertura e o nível de atividade.

Assim, é possível desenvolver as ações de marketing conforme os interesses de cada grupo de clientes - e com uso otimizado de recursos financeiros-, fazendo com que a equipe de vendedores possa atuar sem perder tempo. Ou seja, interagir apenas com pessoas ou empresas que já tenham um possível interesse no seu produto/serviço, estejam mais maduras para o fechamento da compra e possuam características semelhantes a de sua base de clientes atual, indicando uma alta probabilidade de conversão.

As vantagens de contar com o Big Data Analytics

Na prática, as ferramentas de Big Data Analytics facilitam muito o acesso rápido e descomplicado a informações internas e externas, ajudando também a empresa a interpretar essas informações para que de fato gerem valor e sejam relevantes para direcionar o negócio. Uma montanha de informações desorganizadas atrapalha muito mais do que ajuda!

Podemos destacar algumas vantagens importantes com o seu uso. Entre elas:

  • Identificar padrões e comportamentos de compra - pode-se levantar as características do público-alvo, como comportamento, faixa etária, hábitos de consumo, localização geográfica, hobbies e interesses. A partir do momento em que é definido o perfil ideal do cliente, a empresa consegue trabalhar de forma segmentada em todo o processo e tirar os melhores resultados;

  • Analisar com precisão os dados coletados - é possível cruzar as informações levantadas junto à base interna com outras fontes externas para estabelecer pontos em comum e tirar insights valiosos para a estratégia de marketing e vendas;

  • Organizar a carteira de clientes - dá a possibilidade da empresa separar clientes por tipo de público (B2C de B2B), por faturamento, localização, mercados que atuam (para vendas B2B) entre outros. Este filtro permite mais foco nas ações e até chegar às áreas e nichos comerciais ainda não explorados;

  • Ter informações sempre atualizadas - alguns mercados, como o varejista, são bastante voláteis e por isso as análises devem ser feitas sempre com dados atualizados.

Se quiser saber mais sobre como segmentar clientes com a ajuda do Big Data Analytics, a Neoway preparou um webinar, que mostra como a empresa utilizou sua plataforma digital para modificar o método de planejamento e expandir suas atividades. Assista clicando abaixo:

Webinar gratuito
“Data Driven: como potencializar resultados do seu negócio segmentando o mercado”

Quer saber como fazemos na prática?

Solicitar demo